jump to navigation

Jogos Traduzidos Para PTBR 5 05America/Bahia janeiro 05America/Bahia 2018

Posted by bluepasj in LISTAS.
Tags: , , , , , , , , ,
2 comments

Muitos talvez não saibam, mas vários jogos do Mega já foram traduzidos para português brasileiro por fãs do console e dos respectivos jogos. Essas traduções geralmente são encontradas no P.O.B.R.E. – Portal Brasileiro e Romhacking e Emulação. Mas caso você queira saber que jogos são esses, aqui vai uma pequena lista atualizada, em ordem alfabética e sem as repetições e várias páginas de lá. E, também, em minha experiência, nem todas as traduções podem ser encontradas no POBRE.

Aladdin
Alien 3
Ayrton Senna’s Super Monaco GP II
Battletoads
Beyond Oasis*
California Games
Castle of Illusion
Chuck Rock
Comix Zone
Contra Hard Corps*
Crusader of Centy*
Donald Duck in Maui Mallard
Ecco the Dolphin*
El Viento
Fifa International Soccer
Flashback: The Quest for Identity*
Golden Axe
Golden Axe III
Landstalker: The Treasures of King Nole*
Light Crusader*
Megaman The Willy Wars
Monster World IV*
Mortal Kombat
Mystic Defender
Pac-Mania
Paperboy
Phantasy Star II*
Phantasy Star III: Generations of Doom*
Pirates of Dark Water
Pocahontas
Phantasy Star IV: The End of the Millenium*
Pulseman
Quackshot
Revenge of Shinobi
Ristar
Road Rash
Robocop vs. Terminator (Robocop vs. Exterminador do Futuro)
Scooby-Doo Mystery*
Shining in the Darkness*
Shining Force*
Shining Force II*
Shinobi III: Return of the Ninja Master
Sonic the Hedgehog
Sonic 3D Blast
Spiderman and Venom: Maximum Carnage
Spiderman vs. the Kingpin (Homem Aranha vs. o Rei do Crime)
Splatterhouse 3
Streets of Rage
Streets of Rage 2
Streets of Rage 3
Strider
Super Street Fighter II: The New Challengers
Taz-Mania
The Flintstones
The Immortal*
The Punisher (O Justiceiro)
The Terminator (O Exterminador do Futuro)
Toejam & Earl
Vectorman
Vectorman 2
Wonder Boy in Monster World*
X-Men 2 Clone Wars
Yuyu Hakusho Makyo Toitsusen

*Jogos com asterisco são os que mais
se beneficiam de ter uma tradução.

Estou ciente de que a maioria dos jogos da era 16-bits não necessita de tradução, com exceção dos RPGs. Meu plano era fazer um vídeo, até eu perceber que um vídeo para traduções de jogos ficaria muito entediante e acho que uma simples lista faz mais sentido. ROMs patcheadas (já traduzidas, com patch aplicado) podem ser encontradas na seção de downloads do Drive Your Mega e, também, no site Emularoms.

Hacks de Jogos para Mega Drive 29 29America/Bahia dezembro 29America/Bahia 2017

Posted by bluepasj in LISTAS.
Tags: , , , ,
3 comments

Às vezes, alguns retrogamers com habilidades de programação decidem fazer mudanças em seus jogos favoritos. Aqui estão algumas tentativas de melhoria que decidi compartilhar. Sou um puritano, então só coloquei hacks com mudanças mínimas, até por que a postagem ficaria muito grande se não fosse assim. E, também, a lista completa pode ser vista no Romhacking.net. Sem mais delongas, vamos à lista!

Esse foi feito para balancear o jogo e torná-lo mais próximo à versão Arcade.
Nota: Quando esse código é aplicado, os códigos de trapaça passam a ser:
Killer Kodes – C, direita, A, esquerda A, cima, C, direita, A, esquerda, A, cima
Cheats – A, C, cima, B, cima, B, A, baixo
Secrets – B, A, baixo, esquerda, A, baixo, C, direita, cima, baixo

Um hack que faz com que os direcionais do controle movam o personagem na diagonal. Algumas pessoas preferem assim, outras preferem da maneira original do jogo.

A versão japonesa tinha uma barra de vida e portanto permitia que você levasse dano três vezes antes de perder uma vida. A versão americana não tem isso. Esse hack reinstaura a barra de vida perdida à versão ocidental do jogo.

contra life

Tira a barra preta que ficava atrás da HUD do jogo.

rvt

Aproxima o jogo da versão arcade através de ajustes na velocidade e rebalanceamentos.

Correções de glitches e bugs, reformatação do texto, e várias pequenas correções.

eviento

Um pacote de pequenas correções para tornar o jogo mais agradável.

Pequenas correções

Retira trava de região e faz várias pequenas mudanças para tornar o jogo mais agradável.

Corrige bugs de Sonic 3 and Knuckles e restaura pequenas mudanças nas fases e em seus sons para que elas sejam como eram em Sonic 3. Através de um site é possível customizar seu Sonic 3.

Feito pelo fundador da Traveller’s Tales, adiciona super Sonic ao jogo, melhora paletas, corrige bugs, adiciona mapa de fases, reintegra um inimigo da versão beta, adiciona modo time trial e função password, melhora a câmera e adiciona editor de fases. E também foi adicionado na Steam Workshop – a oficina da Steam.

593_2017_11_11_23_09_22.png

Reimplementa coisas que foram censuradas (cortadas) na versão americana do jogo.

sorii

Por conta de direitos autorais, a Sega teve que mudar a paleta dos inimigos Batman e Homem-Aranha. Esse hack reinstaura as cores originais.

rshin.jpg

Hack sonoro que corrige as vozes roucas das versões de Mega do jogo de luta da Capcom.

Pequeno hack de cor que restaura as cores originais dos personagens, como vistas nos jogos anteriores da série e na versão japonesa deste jogo.

  • Prince of Persia 2 The Shadow and the Flame

Esse é um beta de um jogo que ia ser lançado para Mega Drive, um port dos PCs da época. Existe um bug na fase 9 que impede que o jogo seja finalizado normalmente, mas através de um código de game genie adicionado permanentemente ao jogo, é possível jogar o jogo do início ao fim sem ter que recorrer a passwords para pular fase.

Hack que adiciona função de selecionar arma, algo que ficou faltando na versão MD do jogo. É executado segurando direcional pra baixo e pressionando C. Com esse hack, o código de cheats passa a ser, na tela de pause: C, C, C, C, C, C, C.

Hack russo que adiciona uma porção de pistas a mais no jogo (inclusive planetas a mais), aumenta o número de carros para seis e mais uma infinidade de coisas.

Hacks de cor: Art of Fighting; Captain America and the Avengers; Castlevania Bloodlines; Chiki Chiki Boys; Double Dragon; Devil Crash; Fatal Fury II; Ghostbusters; Golden Axe; Golden Axe II; Joe & Mac; Mega Swiv; Midnight Resistance; Mighty Morphin Power Rangers The Movie; OutRun; Pac Mania; Phantasy Star III; Darius II; Samurai Shodown; Street Fighter II; Streets of Rage 2; Sunset Riders; TMNT; The Lion King;

Hacks para Everdrive: Esses hacks são necessários para que os jogos rodem a partir dos Everdrive e salvem. Super Bubble Bobble MD; Legend of Wukong ; Megaman The Willy Wars; Turma da Mônica na Terra dos Monstros; Wonder Boy in Monster World.

Hacks PAL para NTSC: Hacks para jogos europeus PAL funcionarem bem em consoles NTSC americanos/japoneses. Battletoads and Double DragonZero Wing; Super Skidmarks; Alien Soldier; Tintin au Tibet; Spirou; The Smurfs.

Retraduções (em inglês): Beyond Oasis; Contra Hard Corps.

Outros hacks: Pode-se encontrar na net Donkey Kong 99, um hack para Mega Drive baseado no Donkey Kong Country do Super Nintendo; e também Rockman X3, baseado no Megaman X3 do SN; tem também o incompleto hack Megaman X do TiagoSC; e há também Mighy Morphin Power Rangers: The Fighting Edition, fã-porte do jogo homônimo de SN, que nunca teve versão oficial para MD; tem também o porte que o gasega68k está fazendo do Wolfenstein 3D para MD. O mesmo hacker também fez uma demo de mode-7 de Sonic kart e uma de F-Zero chamada G-Zero; e já que mencionei esses, tenho que citar também o Star Fox, um hack bem primitivo do jogo 3D que o chip Super FX 2 permitiu ao SN. Falando em bootlegs, jogos não-oficiais, destaco ainda o port para MD de Buster Bros., chamado Ghost Hunter e o Super Mario World 64, inspirado pelo Super Mario World; Super Mario Bros., do NES, também foi convertido, nomeado SMB4MD; por fim, tenho que mencionar Mortal Kombat II Unlimited Ultimate Mortal Kombat Trilogy, expansões de MKII e UMK3 respectivamente. O UMKT, especificamente, é tão grande que não funciona em emuladores comuns e precisa de um Everdrive especial para funcionar.

Obs.: Alguns hacks podem ser encontrados na página de downloads desse blog.

8 Virtudes dos 16-Bits 22 22America/Bahia dezembro 22America/Bahia 2017

Posted by bluepasj in GENESISTÓRIAS.
Tags: , , , ,
1 comment so far

Essas são as coisas que indicam que um jogo foi bem trabalhado, que os desenvolvedores se esforçaram para fazer um bom jogo para a plataforma à qual é destinado (no caso, Mega Drive). Mas são apenas indícios, jogos que diferem dessas virtudes não são sempre ruins, não é uma regra. Mas se eles não apresentam nada disso, eles provavelmente poderiam ter sido melhores. Para saber o que olhar se estiver procurando pelos indícios de que foi mal trabalhado, procure pelos 13 Pecados dos 16-Bits aqui no Drive Your Mega.
1 – Sprites grandes e muitos sprites na tela sem slowdown

big sprites genesis

Um jogo ter sprites grandes era motivo de ser capa de revista naquela época, simplesmente por que nem o Mega Drive nem o Super Nintendo, os consoles de maior sucesso da época, não podiam nativamente fazer sprites grandes. Usavam truques como muitos sprites para criar apenas um personagem (meta-sprite) ou chefes enormes feitos com a camada de fundo do cenário. Acredito que grande parte do poder dos jogos de luta um contra um na época são seus sprites grandes. Era mais fácil nesses jogos, que apresentam apenas dois personagens e um cenário em tela. Yuyu Hakusho Makyo Toitsusen, por exemplo, pode ter até quatro personagens em tela, mas em compensação eles são menores do que o comum nesse tipo de jogo.

Muitos sprites na tela sem slowdown é muito útil para jogos de ação, dos quais o Mega Drive é cheio. Indico Gunstar Heroes para verem essa virtude em ação. Lembre que explosões, tiros, inimigos e personagens são todos sprites. Os shmups, ou shoot ‘em ups, são outro gênero recheado de sprites e muito famoso no Meguinha, com jogos como Thunder Force IV.

2- Bom uso de cor

10073

Essa já é mais difícil de se conseguir no Mega Drive, que tem 512 cores para se escolher no total, mas só pode usar 64 cores divididas em 4 paletas. Na verdade, não são 64 cores, por que alguma cor tem que ser usada para ser invisível, a cor de fundo dos tiles e sprites. Na imagem ao lado, a cor transparente seria o verde claro que rodeia os sprites do Sonic (como já mencionado na matéria “As Limitações do Mega”).

umk3 pit 3 noob rept

Essas paletas acima são de uma tela do Ultimate Mortal Kombat 3, no cenário The Pit 3, com os personagens Noob Saibot e Reptile. É possível notar que o jogo usa uma paleta inteira para cada um dos personagens e as outras duas paletas para o cenário e elementos da HUD (barras de vida, contador de tempo). Em comparação, o concorrente Super Nintendo tem uma paleta-mestre de 32.768 cores e pode ter até 256 cores simultâneas na tela. Não conheço exatamente quantas paletas o SNES tem, até por que isso varia dependendo do modo que está sendo usado, sendo que o SN tem 8 modos com diferentes números de fundo (background), cores e resolução. Apesar de alguns modos serem mais restritivos do que outros. Mas isso é irrelevante em um blog sobre Mega Drive. Exceto pela diferença inegável entre as capacidades de cores do Mega e seu concorrente direto. Isso fazia com que o MD tivesse que sair da zona de conforto (do mesmo jeito que o SN tinha que o fazer por que o MD tem processador mais eficiente). Os jogos do Mega Drive podem usar muitas ferramentas para isso, como modo de contraste para simular mais cores, dithering e compartilhamento de cores.

Rgb-colorwheel.svg

Mas o que é um bom uso de cor? Dithering inteligente, que some sem deixar rastros; cores que combinam e contrastam umas com as outras. A imagem acima é um círculo cromático, é fácil encontrar diferentes versões disso na internet. Ele mostra cores que combinam estéticamente quando colocadas próximas, sendo as cores em frente umas às outras as que mais combinam. Por fim, é claro, fazer sentido com a realidade também é importante. Pele ter cor de pele, terra ser marrom como na vida real. Abaixo, temos como exemplo a versão original de Samurai Shodown do Mega à esquerda e uma versão hackeada à direita, em que a pele tem cor natural, e não o tom amarelado de deficiência de ferro da versão original.

yellow skinned samurai

Abaixo, três exemplos de ótimo uso das paletas do MD.

3- Bom uso do chip sonoro

Isso obviamente significa boas trilhas sonoras, o que é um conceito apenas artístico. Mas unicidade, ser original, por mais que também pertençam ao reino da arte, ainda tem um aspecto técnico. Por que o chip sonoro do Mega Drive é em si um instrumento musical eletrônico, um sintetizador, e tem maior facilidade com sons característicos que tem a tendência de soarem iguais se não se tomar cuidado. Por isso quanto mais diferente da norma, quanto mais original, melhor. É claro que a qualidade dos instrumentos, eles não soarem chiados, por exemplo, é importante também. Alguns jogos também usam o chip sonoro Z80. O Zilog Z80 é o chip sonoro do Master System e o coprocessador sonoro do Mega Drive, presente no MD para permitir a retrocompatibilidade existente com o Master System. O grande exemplo de bom uso do MD para músicas são os dois primeiros jogos Streets of Rage, compostos pelo mestre Yuzo Koshiro.

4- Boas vozes/efeitos sonoros

Outra coisa com que desenvolvedores não muito bons tem problema no MD. Esse problema é perceptível em coisas como o corte da música pelas vozes em Rock ‘n Roll Racing ou as vozes roucas dos Street Fighter. O hack do Stef para SFII mostra bem a diferença que uma boa programação pode fazer.

Abaixo, alguns ótimos exemplos da capacidade do MD para fala.

Streets of Rage não é um bom exemplo para vozes, apesar de ser um excelente exemplo para músicas. SoR também é uma boa mostra de algo mais: bons efeitos sonoros. Os efeitos sonoros de pancada são bem satisfatórios, assim como as explosões de Contra Hard Corps, ou os tiros de Vectorman. Ultimate Mortal Kombat 3 também tem ótimo design sonoro e inclusive ganhou uma votação que fiz sobre melhores efeitos sonoros. Pr fim, temos o som do carro em Formula One ou Super Monaco GP II, entre outros, que é satisfatório, enquanto não o é em Mario Andretti Racing, por exemplo.

5- Efeitos especiais

As pessoas estavam prestando cada vez mais atenção a certos elementos adicionados aos jogos, como zoom (aumentar ou diminuir sprites), rotação (girar sprites), etc. Isso se exacerbou por que o SNES tem acesso a esses feitos de maneira nativa, as instruções já estão prontas lá dentro, o que torna mais fácil aplicá-los lá. No Mega Drive, é mais complicado, precisa ser programado, é feito por software. O que nem foi um problema, pois o processador veloz permitiu efeitos muito bacanas no 16-bits.

Jogos como Contra, Castlevania, Adventures of Batman and Robin e Gunstar Heroes são perfeitos exemplos do quão longe o MD pode ir sem ajuda de nenhum chip adicional, como era comum no concorrente. Esses efeitos não adicionam nada ao jogo, não fazem nada pela jogabilidade, são desnecessários, mas adicionam um sabor extra aos jogos.

JimFlex.gif

6- Animações suaves, com muitos frames

Os jogos da Shiny Entertainment, do David Perry, são o exemplo-mor disso, assim como o Aladdin.

 

7- Responsividade nos controles

Essa é óbvia. É quando você está jogando Sonic e sente que é tudo intuitivo e fluido e que quando você aperta o botão, sabe que o personagem vai reagir imediatamente e que você pode sair de situações apertadas com sua habilidade, e que quando você falha em realizar alguma coisa no jogo, a culpa é só sua. É quando você realiza um movimento de meia-lua em Street Fighter e o jogo registra o seu movimento, fazendo com que a jogabilidade sinta justa e precisa. E é quando você soca alguém em Streets of Rage e sabe que se você está próximo o suficiente, vai atingir o oponente, por que a detecção de colisão é perfeita.

8- Bom Level-Design

SonicKnuckles-FlyingBatteryZone-Act1 vgmaps

Quando o layout das fases complementa os movimentos do personagem e oferece oportunidades e desafios ao jogador, de modo a gerar decisões significativas e a chance do jogador se expressar. Todas as escolhas tem que oferecer risco, benefício e, portanto, consequências. Engloba todos os caminhos possíveis, obstáculos, a localização dos inimigos e o padrão de ação dos mesmos. As fases também precisam ter identidade própria, a arte ajuda nisso, mas não adianta se a fase não tiver características únicas que afetam o gameplay, especialmente os chamados gimmicks de fase.

Melhores Jogos Exclusivos do MD 26 26America/Bahia setembro 26America/Bahia 2016

Posted by bluepasj in LISTAS.
Tags: , , ,
1 comment so far

Antes de começar, devo falar que essa lista tem uma versão em vídeo para se ver também, clique aqui para vê-la.

Essa uma lista de jogos que não foram portados de outros consoles ou dos arcades para o Mega Drive, mas sim feitos especificamente para o sistema do Meguinha. Esses jogos, portanto, exploram ao máximo as capacidades do console, conseguindo evitar as insuficiências dele. E embora hajam muitos mais jogos exclusivos a se falar, aqui estão os melhores entre eles.

Aladdin

aladdin-sega-genesis-gameO clássico da Virgin Games, baseado no filme homônimo da Disney. É uma das obras a melhor aproveitar o material original, tendo ganho vários prêmios de jogo do ano. As animações são soberbas, os gráficos coloridos e a jogabilidade responsiva, as fases são criativas e as músicas cativantes. Foi portado, um ano depois, para DOS e Amiga e mais um ano depois para Game Boy.

Wonder Boy

wonder-boy-6-monster-world-4-mega-drive.jpgComeçando por Wonder Boy in Monster World, que definitivamente marcou no MD, sendo praticamente um exclusivo, mas não totalmente. Saiu para PC Engine, mas mudaram completamente a temática do jogo. Saiu também para Master System, mas como o MS é supostamente um videogame anterior ao MD, WB está aqui como exclusivo. É um dos jogos mais profundos e interessantes do Mega, basicamente um metroidvania. Agora o próximo, Monster World 4, é totalmente, completamente exclusivo. Tão exclusivo que nem saiu do Japão até 2012 quando foi lançado no Virtual Console do Wii. Perdeu um pouco do aspecto metroidvania, e também dos elementos de RPG, mas ainda continua simpático e cativante.

Ecco the Dolphin

271207-ecco-jr-genesis-screenshot-a-large-glyph-has-been-locatedA série se originou no Meguinha e Ecco, Ecco 2 The Tides of Time e Ecco Jr. abrilhantaram a biblioteca do MD com aventuras marítimas e jogabilidade única, tornando o golfinho um dos mascotes do console. É verdade que os dois Ecco principais tiveram versões aprimoradas para o Sega CD (mas este é só um add-on para o MD) e também para o Game Gear (mas este é o portátil da Sega), mas Ecco com certeza representa muito mais o MD, inclusive com o Ecco Jr. sendo totalmente exclusivo.

Streets of Rage

SoR3 gifO incrível beat ‘em up da Sega, o melhor de todos, o imbatível Streets of Rage. É tão climático e com uma jogabilidade tão boa que se torna impossível não ter diversão envolvida. Os dois SoR saíram para não só o MD, como também Master System e Game Gear e o segundo no arcade baseado no MD, o Mega Play. Mas o terceiro e incrível SoR é só no Mega. Mas a série se originou no MD mesmo.

Shinobi

return of the ninja masterO Master System e o Game Gear podem ter jogos do Shinobi, mas é no Mega Drive mesmo que ele brilhou, com os excelentes e exclusivos Revenge of Shinobi e Shinobi 3 Return of the Ninja Master. A concorrência não tem nada nem sequer parecido aos Shinobi.

Super Monaco GP II

109851-ayrton-senna-s-super-monaco-gp-ii-genesis-screenshot-jockeying
Homenageando Ayrton Senna, o segundo jogo de fórmula um da Sega no Mega Drive é imbatível como o melhor do gênero no mesmo. Teve versões para Master System e Game Gear.

Castlevania Bloodlines

CastlevaniaBloodlines000_thumb.pngO Castlevania do Mega Drive é um jogão, um dos melhores do console e também da época. Pode até ter outros Castlevania em outros videogames, mas o Bloodlines tem algo diferente e único sobre si, uma identidade própria, talvez até por absorver um pouco da identidade do MD. É um dos melhores produtos que a Konami fez na era 16-bits.

Contra Hard Corps

contraspaceOutro produto da Konami, o único jogo da série Contra no Mega Drive é cheiod e ação, um run ‘n gun que não dá espaço pra respirar, e que inclusive é muito difícil (mais difícil na versão americana). Ele ainda usa efeitos especiais insanos, mas não exagerados demais (como certos outros Contra), apenas na quantidade certa pra incrementar a ação. Rotas e finais alternativos e personagens com habilidades diferentes complementam o pacote.

X-Men 2 The Clone Wars

x-men-2-clone-wars-05Os mutantes da Marvel atacam no Meguinha, diria uma revista antiga de games. Baseado no cartoon famoso da época que por sua vez era baseado nos gibis, X-Men 2 foi aclamado como um dos melhores jogos lançados naquele ano. As habilidades diferentes e ilimitadas dos heróis e a possibilidade de mudar de personagem entre fases, junto com fases criadas de maneira que explora as diferentes habilidades fazem desse um jogo imperdível.

Ristar

output_kOiAHnA estrelinha agarradora do Sonic Team teve um jogo para Game Gear, mas era bem diferente da versão MD. Qualidade e criatividade são duas palavras que vem à mente quando se fala nesse jogo. É só uma pena que nunca teve continuação. É infeliz que a série tenha nascido e morrido no Mega Drive. Poxa, Sega!

The Amazing Spider-Man vs. The Kingpin

93868-spider-man-genesis-screenshot-swinging-past-a-dangerous-dogsA versão do MD é diferente das versões para Sega CD e Game Gear/Master System. SvK te deixa até tirar fotos para vender e comprar fluido de teia. É certamente um dos melhores jogos do Homem-Aranha.

Gunstar Heroes
GunstarHeroes1Até teve um port para Game Gear, mas a natureza do jogo faz com que Gunstar Heroes funcione de verdade no hardware do Meguinha, com seu processador veloz. É um dos jogos de tiro mais agitados de que se tem notícia, levando o MD ao limite e apresentando ao mundo o potencial da produtora Treasure, que depois faria outras maravilhas no MD, os exclusivos Alien Soldier, Light crusader e Yu Yu Hakusho Makyo Toitsusen e o semi-exclusivo Dynamite Headdy (saiu também para Game Gear (e no Brasil pra Master System)).

Sonic the Hedgehog

gif Sonic3O representante supremo da Mega Drivicidade, o ouriço supersônico do poder! Ou coisa parecida. O dono do blast processing pode até ter aparecido em outros consoles (Master System, Game Gear, Sega CD, Arcade) da Sega, mas ele nasceu no Mega e os jogos que carregavam o estilo característico da série todos saíram apenas no Mega Drive, pois as versões nesses outros consoles eram totalmente diferentes em estilo substância. Sonic foi feito para explorar e demonstrar magnanimamente as qualidades técnicas do MD, sem deixar a qualidade da jogabilidade de lado. Foi um dos grandes fatores principais do sucesso do 16-bit e também um dos mais imperdíveis.

Splatterhouse

splatterhouse-3-mega-driveA série começou nos arcades, mas o segundo e o terceiro jogo saíram apenas para MD. Se diferencia da concorrência por seu estilo de porrada mais sangrento e temática de horror.

Shining

603992-shining-force-ii-genesis-screenshot-strategy-in-undergroundShining in the Darkness do Mega Drive deu início à franquia Shining, depois vieram Shining Force e Shining Force II. Eles são alguns dos maiores RPGs estratégicos de todos os tempos, sempre aparecem em qualquer lista de indicações do gênero (junto ao Shining Force 3 do Saturn). Apesar da exclusividade desses títulos em específico, a experiência Shining Force podia na época ser experimentada também nos Gaiden do Game Gear e no Shining Force CD do Sega CD.

Road Rash

gif RRash2

Emulador x Pista = Emulador wins

O simulador de corridas ilegais da EA pode até ter saído em várias plataformas (Amiga, 3DO), mas Road Rash II e Road Rash 3 são únicamente para o Mega Drive, trazendo todo o expertise da Electronic Arts para o gênero de corrida. Além disso, o jogo que originou a série saiu primeiro para Mega Drive. Outro exclusivo no mesmo estilo e da mesma empresa é Skitchin’.

Golden Axe

gif GAxe2A série surgiu no Mega com o port do primeiro jogo do arcade, mas o Golden Axe 2 e o 3 vieram direta e exclusivamente para o 16-bits da Sega, trazendo novidades na jogabilidade e gráficos melhores, já que foram feitos para o MD. Além do MD, a única outra maneira de experienciar Golden Axe era nos fliperamas, já que as versões Game Gear e Master System são de outros gêneros. Outra que nasceu e morreu no Mega (tirando tentativas esdrúxulas de reviver a franquia).

Phantasy Star

phantasy-star-4_3Do segundo ao quarto jogos da série, todos foram do MD, sendo a série de RPG mais representativa na biblioteca de jogos do videogame. E são bem únicos dentro do gênero que representam, misturando com maestria ficção científica e fantasia, e com uma história contínua que se estende pelos jogos.

Thunder Force 4

92891-thunder-force-iii-genesis-screenshot-aaahh-sShmup lançado direta e exclusivamente para o MD.

Joe Montana

Jogo de futebol americano da EA para o MD. Tem ainda o bizarro Mutant League Football da EA (e o Mutant League Hockey, de hockey).

Sports Talk Baseball

Jogo de baseball da Sega.

Fifa Soccer 95

Jogo de futebol da EA.

Herzog Zwei

Jogo de RTS multiplayer.

Illusion

Mickey Mouse - World of Illusion000A Sega pegou uma licença para fazer jogos com os personagens da Disney e criou vários clássicos com ela. Entre eles a série Illusion do Mickey. Castle of Illusion tem uma versão diferente da do Master System no MD e World of Illusion, com o Donald e modo para dois jogadores, é totalmente exclusivo.

Vectorman

Vectorman (2)

O simpático robô da Sega teve dois shooter laterais lançados unicamente para o Mega. Pena que a franquia nasceu e morreu no Mega, também.

Toejam & Earl

toejam e earlNão apenas exclusivo, como muito único, Toejam & Earl, seus alienígenas loucos e aventuras insanas tiveram dois jogos no Mega.

Kid Chameleon

KidChameleonUE.pngClássico jogo de plataforma com gigantesco número de fases e variedade na jogabilidade.

Comix Zone

comix-zoneLançado no fim da vida do console, acabou se tornando um jogo cult, cultuado e desconhecido. Se trata de um excelente beat ‘em up com um conceito muito interessante que, apesar de curto e difícil, é um dos melhores lançados para o pretinho da Sega. Aliás, segundo um produtor, em entrevista à revista Retro Gamer, é difícil demais por que é curto e a Sega demandou que aumentassem a dificuldade pra compensar. E o jogo é curto por que as animações bem feitas ocupam espaço no cartucho e os produtores sabiam que, no fim de vida do console, a Sega não ia querer fazer cartuchos maiores com maior custo.

Chakan

chakanMais um jogo com dificuldade elevada. Baseado na HQ de mesmo nome. Também teve versão Game Gear.

Pulseman

Pulseman_1Lançado pela GameFreaks, a mesma produtora dos jogos principais da franquia Pokémon.

Crusader of Centy

crusader02_thumb.jpgPode não ser um dos jogos mais high profile do console, mas tem todas as melhores qualidades que só os clássicos tem: é inventivo, divertido, com boa jogabilidade, bons gráficos e sonoridade e é também único.

Beyond Oasis

beyond-oasisObra de arte do console com sprites enormes e chefes gigantes feitos de múltiplos sprites, é uma mistura totalmente original de beat ‘em up e RPG com temática de arábia. A franquia Oasis começou com esse jogo excelente no Meguinha e teve mais um jogo no Saturn depois.

Quackshot

QuackShotStarringDonaldDuck000.pngClássico licenciado da Sega com o Pato Donald.

A Disney no Meguinha 3 03America/Bahia setembro 03America/Bahia 2016

Posted by bluepasj in dym, LISTAS.
Tags: , , ,
1 comment so far

Aladdin

the aladdin

O Mega Drive se chama Genesis nos EUA, o que pode ser abreviado para o apelido carinhoso Genie, que significa gênio em inglês (tipo o gênio da lâmpada). Logo tudo está conectado! E depois dessa intro idiota, o que dizer desse jogo que assim que chegou já consideramos tanto? Aladdin fez mó sucesso no MD, e não é por menos. Os caras da Virgin Games basicamente enfiaram o filme dentro do jogo. Afirmações propositalmente exageradas à parte, o jogo é realmente um dos melhores.

Quackshot

the quack

O pato Donald já esteve em todas as mídias possíveis. Originado nos gibis, o pato era um dos carros-chefe da Disney. Ele teve vários jogos para o Mega. Quackshot (acima) é um que pega bastante influência da fase do escritor Carl Barks nos gibis, com um Donald aventureiro. O jogo, feito pela Sega, pega muita influências de Indiana Jones, o Donald é um verdadeiro explorador e o jogo é muito bem feito e cativante. Outro dos melhores na biblioteca de games do Mega.

Maui Mallard

291408-maui-mallard-in-cold-shadow-genesis-screenshot-pointing-the

Maui Mallard in Cold Shadow é um jogo em que não jogamos com o Donald propriamente dito, mas com um personagem que ele está ‘interpretando’, como se ele fosse um ator, o Maui Mallard. O jogo é muito bacana e vale a pena ser jogado.

Castle of Illusion

the mouse

Fazendo muitíssimo sucesso e a cabeça da garotada, Castle of Illusion surgiu como um dos primeiros grandes blockbusters no MD (e no Master System). É um jogo cheio de carisma e simpatia que, apesar de simples, exala o cuidado com o que foi feito.

World of Illusion

Mickey Mouse - World of Illusion000

World of Illusion é a continuação do Castle. Na verdade, continuação espiritual, é o segundo jogo da série Illusion da Sega no MD. Os gráficos tem todo o lirismo empregado pela Disney e o modo cooperativo para dois jogadores é a cereja em cima do bolo.

Mickeymania

the mickey

Lançado no ano posterior ao aniversário de 65 anos da criação do camundongo Mickey, Mickey Mania é a homenagem tardia que ele mereceu nos games. No jogo, passeamos por alguns curtas da carreira do roedor. Sendo eles Steambot Willie, Como é Bom se Divertir (Fun and Fancy Free), O Príncipe e o Pobre (The Prince and the Pauper), The Mad Doctor, The Band Concert, Moose Hunters, Lonesome Ghosts e  Mickey e o Pé-de-Feijão (Mickey and the Beanstalk).

Great Circus Mystery

99024-the-great-circus-mystery-starring-mickey-minnie-genesis-screenshot

Portado do Snes, The Great Circus Mystery é o segundo jogo da série gamística Disney’s Magical Quest, da Capcom. O port para o MD foi excelente, muito bem feito, nada foi perdido. O jogo é muito divertido, com a ideia de roupas diferentes que dão habilidades diferentes. Infelizmente foi o único da série lançado para o MD (e o terceiro para SN nem saiu do Japão).

Mickey‘s Ultimate Challenge

229114-mickey-s-ultimate-challenge-genesis-screenshot-as-she-gets

Mickey’s Ultimate Challenge é diferente dos outros jogos da lista, por ser um jogo de puzzle.

Fantasia

the fantasia

Baseado no filme homônimo, Fantasia foi massacrado pela crítica, sendo um jogo muito aquém do esperado (apesar de ter gráficos até bonitos). Infelizmente a jogabilidade e detecção de colisão são bem ruinzinhos.

Pinocchio

the pinocchio

É claro que o boneco que quer ser humano, Pinóquio, tinha que ter um jogo também. Pinocchio é bacana, bem cinematográfico para a época.

Little Mermaid

the mermaid

Outro dos (poucos) jogos ruins da Disney no MD, Little Mermaid o jogo da pequena sereia.

Lion King

the king.jpg

Já o rei leão se faz presente num excelente título multiplataforma. The Lion King sabe utilizar muito bem os momentos do filme de forma jogável e divertida.

Jungle Book

the book

Mowgli, o menino criado por lobos na selva também ganhou um jogo, baseado no filme da Disney que é baseado na coletânea literária de Rudyard Kipling. The Jungle Book – o livro das selvas – é um platformer bem interessante.

Pocahontas

the pocahontas

Já o jogo da índia Pocahontas não é para todo mundo. Tem um estilo bem único de ser, sendo mais de aventura do que ação propriamente dita. Mas não é um jogo ruim.

Roar of the Beast

the beauty beast

A Bela e a Fera ganharam, cada um, um jogo no MD. Roar of the Beast é o jogo da Fera, tendo mais ação e gráficos bonitos.

Belles Quest

35777-disney-s-beauty-and-the-beast-belle-s-quest-genesis-screenshot

Já Belle’s Quest, o jogo da bela, é estranho, e é mais um que é mais de aventura.

Goofys Histerical Tour

the goofy

O Pateta se faz presente em Goofy’s Historical Tour, um jogo que, embora não seja dos melhores, é até interessante também.

Outros jogos da Disney que só vou mencionar são Gargoyles, baseado em um desenho animado (que esteve na lista de jogos baseados em cartoons que o DYM fez). Toy Story, baseado no filme dos brinquedos que ganham vida quando ninguém está olhando. Esteve na lista do DYM de jogos licenciados. TaleSpin, jogo de plataforma baseado no desenho infantil que passava na TV. No Brasil era conhecido como Esquadrilha Parafuso. Bonkers é baseado no desenho animado de mesmo nome e é um jogo bem diferente da norma.

Veja também a versão em vídeo clicando aqui.

Jogos Baseados em Animês 1 01America/Bahia setembro 01America/Bahia 2016

Posted by bluepasj in dym, LISTAS.
Tags: , , , , , , , , , ,
1 comment so far

A fascinação das séries animadas japonesas (e dos gibis japoneses nos quais muitas delas se baseiam) só aumentou com o tempo. E em grande parte os anos 90 foram o começo disso tudo. Inclusive aqui no Brasil os animes tiveram um grande momento. Nada mais natural, então, do que fazer jogos baseados nessas obras midiáticas tão interessantes. O Mega teve alguns deles, os mais famosos baseados em animes de luta (que também são os mais famosos). Mas há alguns mais obscuros. Vamos à lista.

Last Battle

Hokuto No Last Battle

O jogo é um beat ‘em up baseado no anime Hokuto No Ken – Fist of the North Star, mas a versão americana se chama só Last Battle. O anime se passa em um mundo pós-apocalíptico e conta a história de um guerreiro herói.

Dragon Ball Z

DBZ

O anime mais famoso por essas bandas, DBZ é a história de alienígenas humanoides superpoderosos lutando outros alienígenas humanoides superpoderosos do mal. E androides. E coisas que nem sei dizer o que são. O jogo, DBZ Buyū Retsuden, é de luta 1 contra 1 e é interessante por fazer algumas coisas diferente dos outros jogos de luta, como a tela se dividir ao meio quando os personagens ficam muito distantes e a possibilidade de voar, por exemplo.

Sailor Moon

sailor

O desenho animado é do gênero mahou shoujo (garotas mágicas) ou seja, é sobre um grupo de garotas que ganha poderes mágicos de se transformarem e poderem lutar para defender a justiça como heroínas. O game se trata de um beat ‘em up.

Yu Yu Hakusho

yu yu

Sobre um garoto que, depois de morrer, se torna um detetive espiritual. Mas é tudo uma desculpa para lutinhas. É um dos shonen (animes/mangás para o demográfico masculino) mais aclamados. O jogo é de luta, feito pela Treasure, tem dois planos de batalha, assim como os primeiros Fatal Fury. E também permite lutas entre até quatro jogadores – usando um multitap. É um excelente jogo.

Kujaku No Ou

kujaku defender

Na verdade esse é o segundo jogo baseado no anime Kujaku Ou, o primeiro saiu para o Master System. Em inglês o jogo se chama Mystic Defender. O anime é sobre um monge budista caçador de demônios. S̶e̶r̶á̶ ̶q̶u̶e̶ ̶i̶s̶s̶o̶ ̶e̶x̶i̶s̶t̶e̶?̶ Em inglês passou a se chamar Spirit Warrior.

Aa Harimanada

aa harimanada

Anime de sumô, jogo de sumô. Fim da história.

Devil Hunter Yohko

yohko

Aqui temos a história de uma garota parte de uma família de caçadores de demônios que também é uma caçadora de demônios. O jogo é de ação lateral com plataformas.

Crayon Shin Chan

shin chan

Anime de comédia sobre um menino levado e suas desventuras. O jogo é um platformer.

Magical Hat

magical hat

Hat é o descendente de um herói que selou um demônio. Mas quando ele cai no reino desse demônio, descobre que precisa matá-lo. Por sua vez o jogo é de plataforma e ação lateral e é bem bacana. A versão americana do jogo foi totalmente mudada e se chama Decap Attack.

Magical Taruruuto Kun

magical taruruuto-kun

Edojou Honmaru é um dos maiores perdedores da escola. Até o dia em que ele encontra o Magical Taruruuto-kun, cujos poderes mágicos o ajudam a lidar com seus problemas. O jogo é um sidescroller de ação e aventura com ótimo uso de cores.

Nadia

nadia secret

A série animada se inspira na obra de Júlio Verne, 20 Mil Léguas Submarinas. É sobre as aventuras do inventor Jean e a ex-circense Nadia. O jogo é totalmente de aventura e só recentemente foi traduzido por fãs para inglês.

 

Slam Dunk

slam dunk

Anime sobre basquete que deu origem a um jogo de basquete que não saiu do japão.

Doraemon

doraemon

Doraemon é um desenho infantil e sendo assim o jogo é um platformer para crianças (apesar de desafiador).

Dodge Danpei

dodge danpei

Mangá (e não anime) de dodgeball (queimada) -> jogo de dodgeball (que não saiu das terras nipônicas).

Mazin Saga

koji saga

Outro baseado em um mangá e não em anime. O mangá é sobre um rapaz que herda de seu pai, um inventor desaparecido, uma armadura que dá a seu usuário o poder de um deus ou de um demônio. O jogo é um beat ‘em up, se passa em um universo paralelo de Mazin Saga e é sobre parar uma tentativa de invasão à Terra.

Outros:  Chibi Maruko-Chan, Patlabor, Osomatsu-kun, Shura no Mon (mangá), Yu Yu Hakusho Gaiden.

Agora veja também a versão em vídeo da lista clicando aqui.