jump to navigation

Melhores Intro (Cenas de Abertura) 19 19America/Bahia agosto 19America/Bahia 2011

Posted by bluepasj in LISTAS.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
7 comments

B.O.B.: Com muito humor, o robozinho simpático da EA apresenta o início de sua saga. E, apesar do estilo bem wall-e de ser do BOB =lembrar Vectorman e da abertura ter uma trama que lembra muito Toejam e Earl, o jogo é surpreendentemente bom e bastante original.

Beyond Oasis: Uma das poucas apresentações em que as coisas aparecem grandes na tela. E apresenta a trama de maneira espetacular. Só de ver essa intro já dá pra saber o quão bom o jogo é.

Captain Havoc: Com sua intro bacanuda, cheia de belas imagens.

Castlevania Bloodlines: Cheia de estilo, apresenta, com muitas luzes, sombras e imagens se movendo, a trama ‘dark’ de uma condessa que deseja ressuscitar Dracula.

Comix Zone: Apresentação que tem tudo a ver com o jogo, meio que em preto e branco, bem ao estilo gibi de ser. Conta a história do escritor de quadrinhos que é raptado para dentro de sua obra pelo próprio vilão que ele criou.

Flashback – The Quest for Identity: Ineditismo em alta. A apresentação desse jogo é feita com uma animação tão bem feita que bem que poderia se passar por CG. É mais realista do que qualquer coisa da época em consoles. Parece até um filme de animação. Bem suave e bem feito.

Garfield – Caught in the Act: Mostra Garfield fazendo uma gambiarra (muito engraçado) pra consertar sua TV, mas sendo puxado pra dentro dela. E tem muito estilo de gibi também. Devo mencionar que o jogo é, também, ótimo.

Gunstar Heroes: Apresenta, já nesse início, muita ação com os incríveis gráficos in-game.

Landstalker: Com um início bem cinematográfico e indiana jonesco, Nigel vai percorrendo ruínas e escapando de seus perigos enquanto os créditos vão aparecendo (algo depois feito, por exemplo, em Metal Gear Solid para PSX).

Mick & Mack as The Global Gladiators: Ronald McDonald realize seus desejos! Ou coisa parecida. Nesse joguinho bem legal, a intro é feita com desenhos ao estilo fotos, também lembrando um pouco gibi.

Quackshot staring Donald Duck: Mais uma grande homenagem a Indyanna Jones (é assim que escreve?). A intro também é cinematográfica, apresentando o Donald Duck (tupiniquimente conhecido como Pato Donald) enfrentando desafios enquanto os créditos aparecem.

Ristar – The Shooting Star: Com todo seu clima exótico, a apresentação desse game mostra, com um clima de desespero no ar, Ristar sendo chamado a defender os fracos e os oprimidos.

Sparkster: Começa cheio de ação, com uma transição muito bela da tela inicial para a cena inicial. Cena essa bem megalomaníaca já apresentando robô gigante e luta. Depois corta pra uma cena in-game também muito bacana.

Streets of Rage: É clássico as letrinhas subindo com aquela cidade belíssima de fundo e aquela música arrebatadora, depois os três heróis aparecendo.

TMNT Teenage Mutant Ninja Turtles – The Hyper Stone Heist: Você vai se lembrar dos filmes das tartarugas quanto vir esse opening. Aprsenta muito bem o insensato motim do jogo.

Toejam e Earl: Com o humor característico da série, mostra como esses dois alienígenas doidões vem a cair na Terra depois de um acidente (engraçadíssimo) com sua nave.

Vectorman 2: Pelo menos nisso o segundo jogo é melhor que o primeiro. Tem uma intro impressionante e muito estilosa, que se liga muito bem ao início do game.

YuYu Hakusho Makyou Toitsusen: Nem sei se escrevi o nome do jogo certo. Nomes japoneses são um problema. Na intro desse jogo cenas de luta são intercaladas brilhantemente com apresentação dos lutadores.

Out of this World/Another World: Tem uma intro ainda mais bela do que Flashback. Impressionante.

Shining Force: Tem uma intro muito interessante, meio que uma narração escrita da história com um tom muito bom.

Gleylancer: Com imagens variadas, quantidade decente de animações em algumas delas e ótimos designs.

P.S.: Depois eu atualizo com umas imagenzinhas.

Votação – Melhores Jogos de Mega Drive 13 13America/Bahia agosto 13America/Bahia 2011

Posted by bluepasj in dym, DYM AWARD, Top Games.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
9 comments

The One Only Dym Choice Awards

Dym Awards

No espírito de uma premiação para os melhores jogos de Mega Drive, inclusive devido ao fato de ser um videogame oficialmente ‘morto’ e isso facilita a escolha definitiva, decidi fazer uma votação. Então eu peço por favor que votem e divulguem essa votação. No fim do ano (de 2011) eu vou revelar os resultados. Há uma observação que deve ser feita: cada jogo de uma série com uma numeração não especificada se refere à série como um todo. Por exemplo: Vectorman se refere tanto ao primeiro como ao segundo jogo. Vamos às votações, dividindo por categorias de votação. Por favor, votem!

Categoria Gêneros

Categorias Técnicas

Categorias Artísticas

Prêmio Principal

Continuações de Jogos de Genesis 18 18America/Bahia setembro 18America/Bahia 2010

Posted by bluepasj in dym, LISTAS.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

*Dark Savior: DS é a continuação do game Landstalkers, feita para

Saturn. Aparentemente, é tão bom quanto o primeiro, mas também muito igual, sem muita evolução.

*Legend of Oasis: Obviamente, é a continuação de Beyond Oasis, também para Sega Saturn. É quase uma expansão do original, de tão parecido que é.

*Shinobi: Um game de Shinobi para Saturn e um de Play2. O de Play não fede nem cheira. Por isso mesmo não está à altura do grande clássico. Tinha uma espada que comia sua energia como diferencial. Esse tem uma continuação, também para PS2 chamada Nightshade. Tem também o Shinobi 3DS do 3DS (dã).

*Streets of Rage: Iria ser lançado para o Sega Saturn, produzido por uma empresa chamada Core Design. Entretanto, houve um desentendimento com a Sega, o projeto foi cancelado, a Core o modificou e o lançou para Playstation. É a série Fighting Force.

*Toejam e Earl: Foi criado um game de TeE para X-Box, mas não fez muito sucesso. A maior crítica feita pela imprensa especializada sobre o game foi sobre o fato de a câmera ser muito de cima, te dando um campo de visão muito limitado. Em 2017 está para ser lançado através de financiamento no Kickstarter um novo jogo, Back in the Groove.

*Vectorman: Ia ser lançado um jogo do robô da Sega pra o Playstation 2 mas, por algum motivo, foi cancelado.

*Altered Beast: Foi lançado um game da série para PS2, considerado um jogo muito ruin.

*Golden Axe: Teve outras duas versões. Uma para PS2 e uma para os consoles next-gen x360, ps3 e wii. Nenhuma agradou.

*Sonic: Sonic ficou fora da geração 32-bit, exceto por um game de corrida legal para Saturn, não-feitopela Sega. Depois, voltou com tudo em Sonic Adventure 1 e2, para Dreamcast, jogos muito bons, apenas um pouco abaixo dos jogos originais, o que é uma coisa maravilhosa. Depois, a Sega deixou de ser empresa de consoles e Sonic teve vários games ruins.

*Eternal Champions 3: Havia planos para um EC3, que seria explêndido, pelo que se pode ler do que se acha na internet (em inglês, em sua maioria). Mas, em favor de Virtua Fighter, a Sega cancelou esse projeto. Agora me responde: os dois não poderiam ter sido lançados? Quem quisesse VF o compraria. Quem quisesse EC compraria ele. E ainda haveria quem iria querer os dois. A Sega perdeu a confiança em seus produtos na época do Saturn? Por quê quase nenhum dos games-sucesso do Genesisforam continuados? Mistério.

*Phantasy Star: Phantasy Star é um dos games que pularam o Saturn (!). mas veio arrasando no Dreamcast, sendo o 1º RPG online para consoles de mesa. Hoje em dia, aparentemente, OS é uma auto-cópia. Quem sabe um dia não fazem uma série Phantasy Star tão boa quanto a saga de Algol.

*Ecco the Dolphin: Ecco teve um jogo com gráficos magníficos para o DC. Havia uma certa dificuldade elevada em não saber para onde ir durante o jogo, mas fora isso, era uma aventura muito acima da média.

*Rent-a-Hero: O game que, na geração Mega, ficou perdido no Japão sem tradução, teve o mesmo destino no 128-bit daSega. Também foi lançado, mais tarde, para X-Box.

*Splatterhouse: Teve um jogo novo lançado para X-Box 360 e PS3. Não fez tanto alarde.

*Sparkster: Foi lançado pra ser baixado nos novos consoles um game 2D HD. Chamado simplesmente Rocket Knight, é uma continuação de Sparkster 2 para Mega Drive.

*Gunstar Heroes: GH teve um game para GBA, chamado Gunstar SuperHeroes, e também tem um game que é praticament uma seqüência espiritual/clone para PSX, chamado Gunners Heaven.

*Castlevania Bloodlines: Castlevania Portrait of Ruin do Nintendo DS é uma espécie de continuação de Bloodlines no sentido de que você joga com o filho de John (um dos personagens de Bloodlines) e há muitas referências ao Castlevania de Mega Drive.

*Virtua Fighter: VF continua sendo o que sempre foi. Uma espécie de Street Fighter dos fighting games 3D. É considerado pela grande maioria de gamers fãs de luta em 3D como o melhor de sua categoria.

*Road Rash: Depois do sucesso na época Genesis/PC/3DO, se perdeu em meio a vários jogos ruins para várias plataformas.

*Fifa: A série de futebol nunca conseguiu superar a concorrente da Konami em popularidade, mas mesmo assim ainda é um dos mais importantes jogos de futebol.

*Chakan: Iria ser lançado um jogo da franquia para Dreamcast, mas foi cancelado.

*Comix Zone: Havia planos para uma versão 3D do game de Sketch Turner, que iria ser lançada para Saturn. Outro triste cancelamento.

*Outrun: Teve um game nessa geração (PS360), que foi bem recebido.

*Epic Mickey 2: Power of Illusion: Foi lançada para o 3DS a continuação do clássico Castle of Illusion.

*Hard Corps Uprising: Prequel de Contra Hard Corps feita pela Arc System Works para PSN e XBLA.

…Isso sem contar as cont. de games famosos como MK e SF, que nem vale mencionar.

(mais…)