jump to navigation

Dificuldades Diferentes para Diferentes Regiões 4 04America/Bahia setembro 04America/Bahia 2016

Posted by bluepasj in dym, LISTAS.
Tags: ,
add a comment

Contra Hard Corps – a versão japonesa conta com uma barra de vida um pouco maior, continues ilimitados e vários códigos de trapaça não-presentes na versão americana.

Decap Attack – no original, Magical Hat, o personagem tem uma barra de vida. No Decap Attack se morre com um dano. Por isso, fizeram as fases serem mais difíceis no Decap Attack.

Dynamite Headdy – 3 continues iniciais na versão nipônica, nenhum na americana. Além disso, vários outros detalhes tornam o D. Headdy americano mais difícil.

Streets of Rage 3 – além de todas as diferenças entre Bare Knuckle 3 e sua contraparte ocidental, as dificuldades foram movidas. O very hard (muito difícil) foi removido, em compensação os outros níveis foram aumentados. Easy virou normal, normal virou hard e o hard virou very hard. Além disso, os inimigos ganham mais vida nas versões americanas dependendo da dificuldade escolhida.

Wonder Boy in Monster World – no Japão, quando você morre você é levado de volta à última pousada em que salvou (e lhe cobram o valor da estadia), mas nas américas se você morre é game over. O último chefe também é mais difícil.

Art of Fighting – tem um modo fácil na versão Japão que não está presente nas outras versões.

E-SWAT – não tem continues na versão JP.

Fontes: TV Tropes

Anúncios

A Disney no Meguinha 3 03America/Bahia setembro 03America/Bahia 2016

Posted by bluepasj in dym, LISTAS.
Tags: , , ,
add a comment

Aladdin

the aladdin

O Mega Drive se chama Genesis nos EUA, o que pode ser abreviado para o apelido carinhoso Genie, que significa gênio em inglês (tipo o gênio da lâmpada). Logo tudo está conectado! E depois dessa intro idiota, o que dizer desse jogo que assim que chegou já consideramos tanto? Aladdin fez mó sucesso no MD, e não é por menos. Os caras da Virgin Games basicamente enfiaram o filme dentro do jogo. Afirmações propositalmente exageradas à parte, o jogo é realmente um dos melhores.

Quackshot

the quack

O pato Donald já esteve em todas as mídias possíveis. Originado nos gibis, o pato era um dos carros-chefe da Disney. Ele teve vários jogos para o Mega. Quackshot (acima) é um que pega bastante influência da fase do escritor Carl Barks nos gibis, com um Donald aventureiro. O jogo, feito pela Sega, pega muita influências de Indiana Jones, o Donald é um verdadeiro explorador e o jogo é muito bem feito e cativante. Outro dos melhores na biblioteca de games do Mega.

Maui Mallard

291408-maui-mallard-in-cold-shadow-genesis-screenshot-pointing-the

Maui Mallard in Cold Shadow é um jogo em que não jogamos com o Donald propriamente dito, mas com um personagem que ele está ‘interpretando’, como se ele fosse um ator, o Maui Mallard. O jogo é muito bacana e vale a pena ser jogado.

Castle of Illusion

the mouse

Fazendo muitíssimo sucesso e a cabeça da garotada, Castle of Illusion surgiu como um dos primeiros grandes blockbusters no MD (e no Master System). É um jogo cheio de carisma e simpatia que, apesar de simples, exala o cuidado com o que foi feito.

World of Illusion

Mickey Mouse - World of Illusion000

World of Illusion é a continuação do Castle. Na verdade, continuação espiritual, é o segundo jogo da série Illusion da Sega no MD. Os gráficos tem todo o lirismo empregado pela Disney e o modo cooperativo para dois jogadores é a cereja em cima do bolo.

Mickeymania

the mickey

Lançado no ano posterior ao aniversário de 65 anos da criação do camundongo Mickey, Mickey Mania é a homenagem tardia que ele mereceu nos games. No jogo, passeamos por alguns curtas da carreira do roedor. Sendo eles Steambot Willie, Como é Bom se Divertir (Fun and Fancy Free), O Príncipe e o Pobre (The Prince and the Pauper), The Mad Doctor, The Band Concert, Moose Hunters, Lonesome Ghosts e  Mickey e o Pé-de-Feijão (Mickey and the Beanstalk).

Great Circus Mystery

99024-the-great-circus-mystery-starring-mickey-minnie-genesis-screenshot

Portado do Snes, The Great Circus Mystery é o segundo jogo da série gamística Disney’s Magical Quest, da Capcom. O port para o MD foi excelente, muito bem feito, nada foi perdido. O jogo é muito divertido, com a ideia de roupas diferentes que dão habilidades diferentes. Infelizmente foi o único da série lançado para o MD (e o terceiro para SN nem saiu do Japão).

Mickey‘s Ultimate Challenge

229114-mickey-s-ultimate-challenge-genesis-screenshot-as-she-gets

Mickey’s Ultimate Challenge é diferente dos outros jogos da lista, por ser um jogo de puzzle.

Fantasia

the fantasia

Baseado no filme homônimo, Fantasia foi massacrado pela crítica, sendo um jogo muito aquém do esperado (apesar de ter gráficos até bonitos). Infelizmente a jogabilidade e detecção de colisão são bem ruinzinhos.

Pinocchio

the pinocchio

É claro que o boneco que quer ser humano, Pinóquio, tinha que ter um jogo também. Pinocchio é bacana, bem cinematográfico para a época.

Little Mermaid

the mermaid

Outro dos (poucos) jogos ruins da Disney no MD, Little Mermaid o jogo da pequena sereia.

Lion King

the king.jpg

Já o rei leão se faz presente num excelente título multiplataforma. The Lion King sabe utilizar muito bem os momentos do filme de forma jogável e divertida.

Jungle Book

the book

Mowgli, o menino criado por lobos na selva também ganhou um jogo, baseado no filme da Disney que é baseado na coletânea literária de Rudyard Kipling. The Jungle Book – o livro das selvas – é um platformer bem interessante.

Pocahontas

the pocahontas

Já o jogo da índia Pocahontas não é para todo mundo. Tem um estilo bem único de ser, sendo mais de aventura do que ação propriamente dita. Mas não é um jogo ruim.

Roar of the Beast

the beauty beast

A Bela e a Fera ganharam, cada um, um jogo no MD. Roar of the Beast é o jogo da Fera, tendo mais ação e gráficos bonitos.

Belles Quest

35777-disney-s-beauty-and-the-beast-belle-s-quest-genesis-screenshot

Já Belle’s Quest, o jogo da bela, é estranho, e é mais um que é mais de aventura.

Goofys Histerical Tour

the goofy

O Pateta se faz presente em Goofy’s Historical Tour, um jogo que, embora não seja dos melhores, é até interessante também.

Outros jogos da Disney que só vou mencionar são Gargoyles, baseado em um desenho animado (que esteve na lista de jogos baseados em cartoons que o DYM fez). Toy Story, baseado no filme dos brinquedos que ganham vida quando ninguém está olhando. Esteve na lista do DYM de jogos licenciados. TaleSpin, jogo de plataforma baseado no desenho infantil que passava na TV. No Brasil era conhecido como Esquadrilha Parafuso. Bonkers é baseado no desenho animado de mesmo nome e é um jogo bem diferente da norma.

Os Mascotes do Mega Drive 2 02America/Bahia setembro 02America/Bahia 2016

Posted by bluepasj in dym, GENESISTÓRIAS, LISTAS.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

Muitos personagens se tornaram icônicos. Vamos falar aqui dos personagens cuja imagem é inseparável da imagem do Mega Drive.

sonic-ismo

tumblr_o663g4TQ9S1resubdo1_500Sonic é não apenas o personagem mais famoso a surgir no Mega Drive, mas é impossível falar no 16-bits da Sega sem mencionar ele. O ouriço azul se tornou tão famoso na época que um boneco gigante dele apareceu na parada do dia de ação de graças nos EUA (Macy’s Day Parade). Pesquisas apontavam ele como sendo mais famoso e reconhecido pelas crianças do que o Mickey Mouse da Disney. Ele e os seus companheiros Tails e Knuckles, principalmente o Tails, marcaram a vida de muitas pessoas. E o inimigo Doutor Ivo Robotnik (como era conhecido à época) não deixa por menos, sendo um dos vilões mais famosos dos games, cheio de personalidade e carisma.

alex kiddpage0002-180px-Alexkidd_md_jp_manual.pdf

Alex Kidd podia ser considerado o mascote da Sega antes do Sonic. Na época do Master System, o console anterior ao Mega Drive, ele fazia muito sucesso. Infelizmente a Sega foi deixando ele de lado com o tempo, se focando mais no Sonic. Alex apareceu em apenas um jogo no Mega Drive, mas mesmo posteriormente ainda apareceu no Master System.

tearl

page0064-305px-EGM_US_027.pdf

 

Criados no concurso interno para criação de um mascote da Sega (no qual Sonic foi escolhido), Toejam e Earl são dois alienígenas que caem na Terra e tem que recuperar partes de sua nave para voltar a seu planeta, Funkotron. Eles são loucos e cheios de personalidade, e fãs de funk americano. Eu diria que os dois são um produto de sua época, mas isso não diminui a atemporalidade de seus designs.

vman

tumblr_meied3rmmg1ram05oo1_500Vectorman é muitas vezes considerado a resposta da Sega a Donkey Kong Country. Eu não sei quanto disso é verdade, mas com certeza o ‘Wall-e’ da Sega não é só isso. VMan demonstra todo seu charme e personalidade in-game em seus trejeitos e movimentação, cativando o público no processo.

 

eccoEcco_ArtworkEcco fazia parte de um jogo completamente único, o que combina perfeitamente, pois ele é um personagem único. Assim como V-man, sua personalidade é demonstrada por suas ações e não por palavras. Aliás, isso era bem comum na época. Ecco é um golfinho herói viajante no tempo. Ele conseguiu deixar sua marca e é indiscutivelmente um dos personagens que brilhantaram o elenco de personagens do Meguinha.

ristar

Ristars-got-this

Ristar foi feito pelo Sonic Team, o mesmo time de desenvolvedor que havia antes nos provido com Sonic o ouriço. Inclusive é mais um dos que surgiram do concurso que deu origem ao ouriço. No começo ele não era uma estrela, mas sim um coelho que agarrava os inimigos com suas orelhas e se chamava Feel. Ristar, por ter saído no fim de vida do MD, fez menos sucesso do que merecia. A estrela é cheia de expressões faciais e animações específicas de fase que denotam sua personalidade estelar.

shinobi

page0003-349px-Supershinobi_md_jp_manual.pdf

Joe Musashi, o ninja da Sega, não surgiu no MD, mas no arcade Shinobi. Mas o jogo dele que marcou mesmo foi Revenge of Shinobi, para o Mega Drive. O super shinobi é um ninja habilidoso cheio de técnicas mortais, que luta contra a terrível corporação Neo Zeed. É o herói de Revenge of Shinobi (The Super Shinobi) e Shinobi III Return of the Ninja Master (The Super Shinobi II). Ninjas são comuns no mundo do entretenimento midiático, mas mesmo assim Musashi conseguiu se destacar, se tornando um dos ninjas fictícios mais famosos. Ele é lendário.

sor

tumblr_n4p1d2Xdt91tu022ro1_r1_500Streets of Rage ou Bare Knuckle, como é conhecido no Japão, tem o diferencial de ser um beat ‘em up lançado para o MD ao invés dos arcades. Seus três personagens principais, Adam HunterAxel StoneBlaze Fielding são policiais que querem ‘limpar’ uma cidade suja pela corrupção e violência. São três personagens muito reconhecidos. Blaze e Axel estiveram em todos os três SoRs, enquanto Adam esteve só no primeiro. Os personagens novos do segundo game, Max e Skate (Sammy no original japonês), enquanto não tão icônicos, ainda são muito bacanas, e mesmo o Zan do SoR3 consegue se destacar.

golden axe

tumblr_ne4qupfpup1snghrzo1_500

Golden Axe pode ter começado nos arcades, mas brilhou ainda mais no console caseiro. Ax BattlerGilius ThunderheadTyris Flare são mais três personagens extremamente icônicos e reconhecíveis. Eles vivem em um mundo medieval ala Dungeons & Dragons e tem que salvar sua terra, Yuria, do temível Death Adder (ele mesmo sendo um personagem memorável). Os três, assim como todos os outros nessa lista, representam o Mega Drive. Infelizmente foram substituídos por três personagens menos carismáticos no terceiro Golden Axe no MD.

 

splatter-rick

page0001-347px-Splatterhouse3_md_jp_manual.pdf

Rick é o portador da Terror Mask – a máscara do terror. Sempre tentando salvar sua namorada Jennifer de demônios aterrorizantes. Com a máscara, ele ganha poderes incríveis, mas talvez ele seja dominado pelo seu lado negro. O design de Rick lembra muito o do Jason da franquia Sexta-Feira 13, e os jogos em si são jogos de terror com jogabilidade hack ‘n slash e muito sangue e violência. São o correspondente nos videogames retrô para os filmes slasher. Rick pode não ter começado a vida no Mega, pois seu primeiro jogo surgiu nos arcades e não foi portado para o MD, mas com certeza foi no Mega que ele obteve a maior parte de seu reconhecimento.

kid chameleon

page0001-351px-Kidchameleon_md_jp_manual.pdf

Mais de 100 fases. Dificuldade. Não tem bateria para salvar. Esses três fatos vem à mente quando se fala no Kid Chameleon. O personagem principal adquire poderes especiais diferentes quando veste máscaras. É um conceito muito legal e funcional, que é bem-empregado para criar um platformer criativo e divertido. Exclusivo para o MD, Kid Chameleon é mais um dos personagens a enriquecer o legado dos 16-bits.

shion800px-WBiML_SMS_EU_BoxWonder Boy pode não ser uma franquia exclusiva da Sega, e sua história é totalmente confusa, mas é nos videogames da Sega que estiveram os maiores expoentes da franquia. Inclusive o MD, que recebeu dois dos melhores (mas não os melhores). Wonder Boy in Monster World carrega o DNA da série, e seu personagem principal Shion marca simplesmente pela sua presença no jogo. Ele é um guerreiro e um herói e um dos mascotes não-oficiais do MD.

 

pulsemanpage0001-340px-Pulseman_md_jp_manual.pdf
Pulseman foi criado pela GameFreak, a mesma empresa dos jogos Pokémon. O robô faz parte de um jogo bem original e único (e lembra Megaman). Seus poderes foram inspirados pelo Sonic, já que se Sonic pode chegar à velocidade do som, Pulseman alcançachega na velocidade da luz. O conceito é muito interessante, Pulseman pode se transformar em um pulso, o que abre as possibilidades de gameplay. O personagem pode não ser uma das ‘powerhouses’ do Mega Drive, mas isso não o impediu de deixar sua marca.

DRIVE IT THROUGH3

 

 

Jogos Baseados em Animês 1 01America/Bahia setembro 01America/Bahia 2016

Posted by bluepasj in dym, LISTAS.
Tags: , , , , , , , , , ,
add a comment

A fascinação das séries animadas japonesas (e dos gibis japoneses nos quais muitas delas se baseiam) só aumentou com o tempo. E em grande parte os anos 90 foram o começo disso tudo. Inclusive aqui no Brasil os animes tiveram um grande momento. Nada mais natural, então, do que fazer jogos baseados nessas obras midiáticas tão interessantes. O Mega teve alguns deles, os mais famosos baseados em animes de luta (que também são os mais famosos). Mas há alguns mais obscuros. Vamos à lista.

Last Battle

Hokuto No Last Battle

O jogo é um beat ‘em up baseado no anime Hokuto No Ken – Fist of the North Star, mas a versão americana se chama só Last Battle. O anime se passa em um mundo pós-apocalíptico e conta a história de um guerreiro herói.

Dragon Ball Z

DBZ

O anime mais famoso por essas bandas, DBZ é a história de alienígenas humanoides superpoderosos lutando outros alienígenas humanoides superpoderosos do mal. E androides. E coisas que nem sei dizer o que são. O jogo, DBZ Buyū Retsuden, é de luta 1 contra 1 e é interessante por fazer algumas coisas diferente dos outros jogos de luta, como a tela se dividir ao meio quando os personagens ficam muito distantes e a possibilidade de voar, por exemplo.

Sailor Moon

sailor

O desenho animado é do gênero mahou shoujo (garotas mágicas) ou seja, é sobre um grupo de garotas que ganha poderes mágicos de se transformarem e poderem lutar para defender a justiça como heroínas. O game se trata de um beat ‘em up.

Yu Yu Hakusho

yu yu

Sobre um garoto que, depois de morrer, se torna um detetive espiritual. Mas é tudo uma desculpa para lutinhas. É um dos shonen (animes/mangás para o demográfico masculino) mais aclamados. O jogo é de luta, feito pela Treasure, tem dois planos de batalha, assim como os primeiros Fatal Fury. E também permite lutas entre até quatro jogadores – usando um multitap. É um excelente jogo.

Kujaku No Ou

kujaku defender

Na verdade esse é o segundo jogo baseado no anime Kujaku Ou, o primeiro saiu para o Master System. Em inglês o jogo se chama Mystic Defender. O anime é sobre um monge budista caçador de demônios. S̶e̶r̶á̶ ̶q̶u̶e̶ ̶i̶s̶s̶o̶ ̶e̶x̶i̶s̶t̶e̶?̶ Em inglês passou a se chamar Spirit Warrior.

Aa Harimanada

aa harimanada

Anime de sumô, jogo de sumô. Fim da história.

Devil Hunter Yohko

yohko

Aqui temos a história de uma garota parte de uma família de caçadores de demônios que também é uma caçadora de demônios. O jogo é de ação lateral com plataformas.

Crayon Shin Chan

shin chan

Anime de comédia sobre um menino levado e suas desventuras. O jogo é um platformer.

Magical Hat

magical hat

Hat é o descendente de um herói que selou um demônio. Mas quando ele cai no reino desse demônio, descobre que precisa matá-lo. Por sua vez o jogo é de plataforma e ação lateral e é bem bacana. A versão americana do jogo foi totalmente mudada e se chama Decap Attack.

Magical Taruruuto Kun

magical taruruuto-kun

Edojou Honmaru é um dos maiores perdedores da escola. Até o dia em que ele encontra o Magical Taruruuto-kun, cujos poderes mágicos o ajudam a lidar com seus problemas. O jogo é um sidescroller de ação e aventura com ótimo uso de cores.

Nadia

nadia secret

A série animada se inspira na obra de Júlio Verne, 20 Mil Léguas Submarinas. É sobre as aventuras do inventor Jean e a ex-circense Nadia. O jogo é totalmente de aventura e só recentemente foi traduzido por fãs para inglês.

 

Slam Dunk

slam dunk

Anime sobre basquete que deu origem a um jogo de basquete que não saiu do japão.

Doraemon

doraemon

Doraemon é um desenho infantil e sendo assim o jogo é um platformer para crianças (apesar de desafiador).

Dodge Danpei

dodge danpei

Mangá (e não anime) de dodgeball (queimada) -> jogo de dodgeball (que não saiu das terras nipônicas).

Mazin Saga

koji saga

Outro baseado em um mangá e não em anime. O mangá é sobre um rapaz que herda de seu pai, um inventor desaparecido, uma armadura que dá a seu usuário o poder de um deus ou de um demônio. O jogo é um beat ‘em up, se passa em um universo paralelo de Mazin Saga e é sobre parar uma tentativa de invasão à Terra.

 

Outros:  Chibi Maruko-Chan, Patlabor, Osomatsu-kun, Shura no Mon (mangá), Yu Yu Hakusho Gaiden.

Os Melhores Jogos Multiplayer do Mega Drive 29 29America/Bahia agosto 29America/Bahia 2016

Posted by bluepasj in dym, LISTAS.
Tags: , , , , , ,
add a comment

Jogar com um amigo é diversão em dobro no reino dos videogames. Mais do que isso, é algo que vem sendo cada vez mais infrequente. O foco no single-player há muito tem se estendido no mundo dos jogos. E a única solução que se tem sido dada a isso é o multiplayer online em detrimento do local. Mas antigamente o online não existia, então multiplayer local era a pedida do dia. O MD permitia nativamente dois jogadores simultâneos em jogos co-op ou competitivos. Ele até vinha com dois controles, por que os videogames atuais costumam vir só com um joystick? Enfim, esse número de jogadores era aumentado com coisas como o multitap (um adaptador conectado à porta de joystick do console no qual você pode conectar até quatro joysticks) e o j-cart (cartuchos especiais com entradas para joystick neles mesmos).

Jurassic Park Lost World

Jurassic Park 2 - The Lost World000

Baseado no filme de mesmo nome (Parque dos Dinossauros – O Mundo Perdido), é um jogo de tiro visto de cima. Não só há um modo cooperativo, como há também um modo competitivo no jogo.

Mega Bomberman

Mega Bomberman000

Bomberman é famosa como uma série de jogos excelente para multiplayer e a versão MD não poderia ser diferente. Mega Bomberman suporta até 4 jogadores simultâneos tentando explodir uns aos outros, usando um dispositivo chamado multitap que permitia conectar os 4 joysticks no console.

TMNT Hyper Stone Heist

Teenage Mutant Ninja Turtles - The Hyperstone Heist000

Obviamente uns bons beat’em ups tem que estar presentes e TMNT é excelente, divertido e cômico na medida certa.

Mortal Kombat

37376-mortal-kombat-genesis-screenshot-buddha-is-peacefully-watching

MK é sempre bom. Agora qual MK fica a seu critério. A maioria acha o 2 um port ruim para o MD e os melhores ports são do 3 e do UMK3, mas talvez você não goste deles. O MK1 tem sangue na versão Mega, o que causou grande rebuliço na época. É um ótimo jogo de luta contra.

Street Fighter 2

93666-street-fighter-ii-champion-edition-genesis-screenshot-chun

O titã da Capcom teve duas versões lançadas para o MD. A Champion Edition, baseada na homônima de arcade e na versão Hyper Fighting, e o Super Street Fighter 2. Ambos são ótimos ports nos quais vale a pena desafiar seus amigos.

Golden Axe

gaxe

O primo do gênero beat’em up, hack ‘n slash, também se faz presente. Golden Axe tem estilo e substância. É um jogo muito divertido para 2 players. E ainda teve duas continuações. O interessante é que, enquanto o primeiro Golden Axe foi um port do arcade, os outros dois foram feitos diretamente para o Meguinha. GAxe tem não apenas o modo cooperativo como o modo Duel.

Yuyu Hakusho Makyo Toitsusen

Yuu Yuu Hakusho - Makyou Toitsusen001

Baseado no anime de mesmo nome, permite não apenas lutas de um contra um, mas dois contra dois (times) também. É da Treasure, aquela empresa incrível capaz de realmente explorar o potencial do Meguinha.

Streets of Rage

286877-streets-of-rage-genesis-screenshot-together-axel-and-blaze

SoR não apenas te dá multijogador, como também provém ataques de time especiais para ser feitos com a ajuda do parceiro. É uma das trilogias que definem o console. E é interessante o fato de que são beat ‘em ups feitos para o MD, numa época em que o comum era serem feitos para arcade (fliperama) e depois feitas as versões caseiras.

Sunset Riders

sunset000

Apesar de ser uma versão extremamente mal feita e mal otimizada, a base do jogo é forte o suficiente para sobreviver. Se vocês gostam de jogos de tiro e caubóis, Sunset Riders é o jogo certo para vocês. Ah, e tem um modo versus também.

Gunstar Heroes

Gunstar Heroes000

Agora o jogo de tiro que eu indico de verdade no Meguinha é Gunstar Heroes. É o jogo mais famoso da Treasure por um motivo. Altamente viciante e extremamente polido, impossível desgostar.

Chaos Engine/Soldiers of Fortune

67911-soldiers-of-fortune-genesis-screenshot-keys-open-the-path

Agora se você quer um jogo de tiro com visão de cima ala Mercs (que não é multiplayer btw), o jogo é esse.

 

Samurai Shodown

Samurai Shodown000

Excelente versão do jogo de luta com armas brancas da SNK.

 

Micro Machines 2 Turbo Tournament

Micro Machines 2 - Turbo Tournament (Europe)000

Permite até quatro jogadores sem necessidade de adaptador multitap, por que o cartucho é um j-cart. Estranhamente, permite até 8 jogadores, sendo que grupos de dois jogadores dividem o mesmo joystick.

Contra Hard Corps

Contra - Hard Corps (U) [!]000

Apesar da Konami ter feito um trabalho ruim com Sunset Riders, em Contra ela se redimiu e fez o que talvez seja o melhor Contra da época, certamente um dos melhores dentro da série. Com caminhos e finais alternativos, bom número de personagens selecionáveis, um clima mais maduro e grandes momentos.

Doom Troopers

Doom Troopers - The Mutant Chronicles000

Jogo de tiro e violência.

X-Men 2 Clone Wars

X-Men 2 - Clone Wars000

O aclamado jogo dos mutantes da Marvel.

World of Illusion

Mickey Mouse - World of Illusion000

O Mega foi a casa da Disney, logo World of Illusion não poderia faltar nessa lista.

Adventures of Batman & Robin

Adventures of Batman and Robin000

O jogo do Batman é um dos que mais mostra as capacidades gráficas do console, é um jogo bem exibicionista de tiro bastante frenético.

Rock ‘n Roll Racing

Rock'n Roll Racing000

Tão aclamado em sua época, não poderia deixar de estar aqui.

Road Rash 2

 

Road Rash 2000

Eu não poderia deixar de mencionar o split-screen de Road Rash 2 e 3.

Battletoads

Battletoads000

É claro que os sapos loucos donos da dificuldade estão aqui também.

Aero Blaster/Air Buster

Aero Blasters (Japan)000

E aí está o seu shmup multiplayer.

F1 World Championship

F1 World Championship000

O jogo de corrida da Domark.

Toejam & Earl

Toejam & Earl000

O modo principal desse jogo é, como os próprios desenvolvedores disseram em uma entrevista que inclusive está disponível aqui no Drive Your Mega, o multiplayer. É divertidíssimo entrar nesse mundo louco de funk e bizarrice com um companheiro. E o jogo tem, além do modo normal de jogo, com fases predeterminadas, um modo aleatório, que modifica as fases a cada jogo, e que aumenta muito a rejogabilidade do jogo. A continuação, Panic on Funkotron, também permite mais de um jogadores, e é um jogo bem diferente do primeiro.

California Games

36973-california-games-genesis-screenshot-bmxs

Há uma modalidade de jogo chamada hot seat, que é um nome chique para a prática de revezar quem está jogando. California Games é um jogo feito com essa prática em mente, embutida no produto. Nele é possível programar até 9 jogadores para competirem e escolher quais eventos serão competidos e então, depois de todos irem, um ranking é apresentado. (mais…)

Entrevista com os produtores de Toejam & Earl 12 12America/Bahia fevereiro 12America/Bahia 2016

Posted by bluepasj in dym, GENESISTÓRIAS, Traduções.
Tags: , , , , , , , , , , ,
add a comment

Toejam & Earl é um jogo bem louco que tem personagens de vídeo game com legítimas personalidades. Os dois caras que criaram esses verdadeiros aliens reis do funk são Mark Voorsanger (29 anos) e Greg Johnson (32). SEGA VISIONS obteve uma entrevista exclusiva com Mark e Greg, que nos disseram sobre seu último jogo best-selling e seu trabalho na vindoura sequencia.40

Como vocês dois começaram a desenvolver videogames?

Greg: Antes de Toejam & Earl eu trabalhava com a Electronic Arts em jogos como Star Flight e Star Flight 2. Depois desses jogos profundos, eu queria desenvolver um jogo mais leve e divertido. Na faculdade, eu estudei biolinguística, que é como animais como golfinhos se comunicam. Quando eu me graduei, tirei um tempo para mim e peguei um trabalho desenvolvendo videogames.

Mark: Eu me graduei em Ciências da Computação na Universidade da Califórnia em Berkeley. Eu sempre planejei trabalhar como programador. Toejam & Earl é o primeiro jogo que eu e o Greg trabalhamos juntos, apesar de sermos amigos há anos.

De onde veio a ideia para Toejam e Earl?

Greg: Ambos Mark e eu gostamos de ouvir música funk (o funk americano). Depois de terminar Star Flight 2, eu estava de férias no Havaí. Enquanto eu relaxava na praia, tive a ideia para Toejam & Earl. Acho que ainda tinha aliens e espaçonaves na mente. Depois de criar os personagens, a trama para o jogo veio junto.

Os personagens Toejam e Earl são moldados baseados em vocês dois?

Greg: Eu acho que não modelamos Toejam ou Earl baseados em nós mesmos no princípio, mas enquanto o jogo evoluía, eu decidi que o Mark é o Toejam e eu sou o Earl. Tínhamos que desenvolver os personagens em detalhes, e acho que eles tem muitos aspectos de nossas personalidades.

Mark: Eu acho que seria mais acurado dizer que o Toejam e o Earl são dois aspectos diferentes da personalidade do Greg. O Greg originalmente teve a ideia para o jogo e os personagens.

Em que maneiras Toejam & Earl é um jogo incomum?

Greg: Além dos personagens terem suas próprias personalidades, tentamos fazer o jogo divertido de ver tanto quanto é de jogar. Queríamos um jogo que fosse original, fácil de entender e que oferecesse uma resposta imediata às ações dos jogadores. Isto faz Toejam & Earl muito diferente de outros jogos no mercado.

Mark: Nós realmente queríamos criar um jogo de dois jogadores, então eu e o Greg poderíamos jogar um contra o outro. Nós consideramos Toejam & Earl um jogo de dois jogadores com uma opção de jogar solo. Se você não viu este jogo no modo de dois jogadores chame um amigo e experimente!

O que você pode dizer sobre a sequencia de Toejam & Earl que está sendo criada atualmente?

Mark: Toejam & Earl são convidados de volta à Terra para dar um concerto de rap. Infelizmente para nossos heróis, um Boogie Man (bicho-papão) rouba os discos compactos que são necessários para o Toejam e o Earl fazerem o concerto. O objetivo do jogo é procurar pelos CDs em muitos níveis diferentes e oferecer uma variedade maior de experiências de jogatina.  Há muitos novos lugares para explorar.

Greg: Nós estamos planejando muitos mundos e muito mais itens que o Toejam e o Earl poderão usar todo o tempo. Nós também criamos muitos itens novos e personagens.

O jogo básico da sequencia vai ter jogabilidade similar?

Mark: Não. Toejam & Earl 2 vai ter mundos fixos, não gerados aleatoriamente. Isto nos permite oferecer mais detalhe e mais lugares secretos para explorar.

Quando a sequencia vai ser lançada?

Greg: Levamos quase um ano para completar um jogo como Toejam & Earl. Para a continuação temos mais ajuda, então será um pouco mais rápido.

Mark: Não temos certeza de quando o novo jogo vai ser lançado, mas nós estamos trabalhando duro para completar Toejam & Earl 2 em tempo para o natal de 1992.

Além de Toejam & Earl, que outros jogos você gosta?

Greg: Nós realmente gostamos de Road Rash e Sonic the Hedgehog no Mega Drive.

Supondo que alguém tenha uma ideia para um novo jogo de videogame, o que essa pessoa deveria fazer?

Mark: Se você quer criar videogames, eu sugiro que primeiro termine a faculdade, por que você tem que ter conhecimento técnico.

Greg: 41Conhecimento artístico também ajuda, especialmente se você não tem predileção por tecnicalidades. Se você tem uma ideia para um jogo, desenvolva um demo em um computador. Nenhuma editora de games quer ouvir apenas uma ideia. Eles sempre querem ver um protótipo em funcionamento do jogo. Se você não tem conhecimento para escrever um jogo em um computador, junte um grupo de amigos que possa ajuda-lo.


Greg conta como apresentou o projeto à Sega: “Mark e eu tínhamos feito uns cartões 3×5 que tinham os terrenos desenhados neles então podíamos mostrar à Sega como a geração aleatória do mapa funcionaria, e também tínhamos screenshots falsas”. Ele fala ainda sobre a necessidade de separar a tela no modo dois players. “Mark e eu queríamos aquilo desde o começo. A dinâmica da tela dividida foi uma daquelas inspirações que vem quando você está pensando ‘se apenas eu pudesse jogar um jogo que…’. A Sega disse ‘desista, você não pode fazer isso com o hardware’, mas o Mark fez assim mesmo. Ele mostrou a eles”. Ele ainda fala sobre como abandonou a ideia inicial para a sequencia do jogo (que era mais parecida com o primeiro) e ao invés disso fez um sidescrolling. Segundo ele, isso confundiu os fãs.

Fontes: Revista Sega Visions de maio/junho de 1992;

GamaSutra.