jump to navigation

Retroescavadeira #6 – Uma Análise Temporal 19 19America/Bahia fevereiro 19America/Bahia 2014

Posted by bluepasj in dym, RETROESCAVADEIRA.
Tags:
trackback

Konami*TMNT: Lançado primeiro para Snes e depois para MD. A versão de SNES é totalmente superestimada, portanto é considerada superior. Mas devemos levar em consideração que a Konami tinha uma predileção pelo SNES, lançado para ele vários Goemon, Biker Mice from Mars e Axelay. Ela lançou muito mais títulos para o SN. Inclusive os outros títulos dela existentes para as duas plataformas (Castlevania, Contra, Sunset Riders, International Superstar Soccer Deluxe) são todos considerados melhores na plataforma da Nintendo. Pessoalmente eu não concordo com isso em relação a Castlevania e Contra, mas o consenso geral é esse.

*Earthworm Jim: A primeira versão é considerada superior no Mega e a segunda no concorrente. A primeira foi um port do Mega para o SN, já o segundo, foram feitas ambas as versões ao mesmo tempo. Diz-se (os produtores dizem) que a primeira versão tinha mais coisas na versão Mega por que nele a compressão-descompressão de dados é mais fácil. Bom, temos um jogo que mostra que quando os jogos são portados do Mega para o SN ficam piores no SN.

*Rock’n Roll Racing: Considerado melhor no SN, apesar de ter mais pistas no Mega. É preciso levar em consideração que os mesmos produtores já tinham conhecimento do hardware do SN, por que lançaram para ele RPM Racing anteriormente.

*Mortal Kombat 2: Portado para ambas as plataformas por empresas diferentes no mesmo mês do mesmo ano blazing mk(93). A do Snes foi feita pela Sculptured, que estava com a Nintendo desde o NES. A do Mega foi portada pela Probe. Ambas são boas empresas. A versão do SN é considerada superior. Apesar da versão SN conter slowdowns e os sprites tiveram perda de detalhes devido à diminuição da resolução no SN.

*UMK3: Feito pela Avalanche e lançado no SN e cerca de quatro meses depois no MD. A versão MD é superior, principalmente por conter estágios que foram cortados na versão SN.

*Street Fighter 2: A Capcom aparentemente tinha um desdem pelo MD. Street Fighter  do SNes (a versão World Warrior) foi lançada um ano inteiro antes de qualquer versão para o console. Depois eles lançaram a versão Championship do Mega, uma mistura dos arcades Championship e Hyper. Ele tinha 3mbits a mais na versão Mega que no SN (a Turbo). Há qualidades e defeitos em ambas as versões. Muitos acham que a versão Mega é baseada na versão SN e não no Arcade. Não sei se há verdade nisso. Depois foi lançado o Super Street Fighter 2, simultâneamente. A versão MD tinha mais vozes, mas isso talvez por que tivesse um cartucho enorme de 40mbit. De qualquer forma, é flagrante a preferência da Capcom, por algum motivo, pela Big N. Para o Super Famicon saíram Breath of Fire, muitos jogos de Megaman, toda a série da Capcom do Mickey, Knights of the Old Round, Demon’s Crest, Street Fighter Alpha e King of Dragons. De exclusivos, o Mega só pegou Mercs e Megaman Willy Wars. E então teve o Chiki Chiki Boys, que foi portado pela Visco, e Strider, que foi portado pela própria Sega.

*Top Gear 2: Lançado em 93 pela no SN e portado em 94 no MD. Logo, a versão original é a de SN. E mesmo assim o jogo permanece bom no Mega.

*Prince of Persia 2: Portado em 96 pela Titus para o SN. Ia ser portado pela Microïds para o MD. Vale notar que versão MD seria muito mais fiel à original dos PCs, com uma jogabilidade muito melhor e com a última fase, que faltou no jogo de SN. Também vale notar os turbulentos últimos anos de vida do Mega Drive. Em 91 já foi lançado o Sega CD, que foi descontinuado em 96, sem ‘causar’, o 32X foi lançado em 94 e finalizado já no próximo ano. E o Saturn foi lançado também em 94. Enquanto que, no lado da Nintendo, o Nintendo 64 só veio a ser lançado em 1996.

E só por motivos de completude, tinha o Game Gear também (de 90 a 97) e os arcades, a Sega teve mais de 5 placas de arcade (e vários jogos para cada) lançadas durante a vida útil do MD. Portáteis e arcade não tem como atrapalhar o ciclo de vida de um console, mas acho vale a pena citá-los.

Prince of Persia 2 - The Shadow and the Flame

Prince of Persia 2 – The Shadow and the Flame

Também atrapalhou o Mega Drive o lançamento, em 1994, de Donkey Kong Country e seus gráficos enganadores, dando a idéia de que “o SN faz, sem nenhum add-on, o que o Mega Drive não faz”. Não que não tenhamos tido ótimos jogos lançados no fim de vida do videogame. Mas a fan-base foi estraçalhada pelas decisões da Sega. Isso sem contar que vários jogos que podiam ter agregado ao Mega foram lançados nos add-ons (Blackthorne p.ex.), sendo que certamente muitos eram jogos que começaram seu ciclo de produção como jogos de Mega e passaram para os add-ons, então não estavam muito acima do que o Mega podia oferecer por si mesmo. E ainda acho conveniente notar que o Mega teve domínio do mercado americano durante quase todo o seu ciclo de vida, só sendo superado em 95.

*Street Fighter Alpha 02: Além da Capcom não ter lá uma relação tão boa com o videogame da Sega, esse jogo foi lançado em 96, o MD estava morto. Inclusive no fim de vida, vários jogos que iam de fato ser lançados em breve (alguns até em estado de quase completude) foram cancelados. Percebia-se o fim eminente do console.

*Aero the Acro-Bat 2 e Zero the Kamikaze Squirrel: Uma coisa interessante ocorre entre esses dois games. Eles foram feitos ao mesmo tempo. Mas Aero 2 ficou melhor no SN e Zero ficou melhor no Mega. Uma notinha extra: a continuação de Aero the Acro-Bat, o Aero 2, foi em homenagem ao ídolo Ayrton Senna (assim como o Monaco GP 2).

*Sunset Riders: Lançado primeiro para o SN e (mal-) portado dele para o MD.

*Ghoul Patrol: Continuação não-oficial de Zombies Ate My Neighbours. Lançado em 94 pela Lucas Arts para SN. A mesma Lucas Arts que lançou um zilhão de Star Wars e Idiana Jones para SN e apenas lançou UM Indy para o Mega. Ghoul Patrol ia ter uma versão para o MD também, mas foi cancelada.

*RareWare: Acho curioso que a mesma Rare que salvou o SN com DKC anteriormente também lançou jogos para o MD. Bons jogos. Battletoads e Battletoads & Double Dragon, (o ótimo) Snake Rattle’n Roll e RC Pro-AM.

Eu encontrei uma explicação convincente para esse fenômeno na net, que é de que, como o MD ficou em terceiro lugar no Japão, que é a terra original de grandes empresas de games da época (Sega e Nintendo, Konami, Capcom, etc.), elas se focaram mais no SN e no PC Engine do que no MD. Então se vê que empresas americanas como Virgin, Blue Sky e EA  se focaram mais no MD.

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: