jump to navigation

Nasce Sonic, o ouriço… 8 de fevereiro de 2011

Posted by bluepasj in CURIOSIDADES, GENESISTÓRIAS.
Tags: ,
trackback

A história da criação de Sonic se mistura com a do Mega Drive e é, por isso, uma história muito importante para esse blog. Embora seja curta, o Drive Your Mega geralmente resume tudo e coloca só o principal dos fatos mesmo, então isso não vai ser problema.

Tudo começou com Mario. A Nintendo lançou o famoso e importante Mario no seu novo console, o Super Nintendo. A guerra estava declarada e a Sega não tinha como vencer. O máximo que a Sega tinha era Alex Kidd, que infelizmente não era o suficiente.

Assim, a Sega fez um concurso interno para escolha de um mascote. Várias idéias foram apresentadas. Daí nasceram as sementes de dois jogos futuros: Ristar (que originalmente seria um coelho e usaria as orelhas para agarrar) e Toejam e Earl (considerados americanos demais para um jogo mundial). Mas o projeto escolhido foi o de Naoto Oshima, um ouriço. O jogo teria que ser rápido, para aproveitar a única vantagem que o Mega tinha com relação ao Snes. Os ataques dele deveriam poder ser feitos sem precisar parar pra fazer, logo se enrolar como um ouriço faz, numa bola, era a maneira perfeita.

Além do mais, Yuji Naka tirou essa idéia de rapidez do fato de que, como nos jogos antigos não tinha save, era necessário correr pra terminar o jogo logo. Ele fazia isso e decidiu implementar em Sonic. Para dar mais idéia de velocidade, quando parado, Sonic se mostra impaciente.

Mas Sonic também foi criado para competir com Mario, por isso sua atitude autoritária baseada em Theodore Roosevelt. Ele tinha que ser rebelde, o oposto de Mario. Por isso seus cabelos espetados. Os sapatos de Sonic tiveram dois motivos pra ser vermelhos: mostrar bem a velocidade nos pés do personagem, com uma cor forte; e imitar os sapatos usados por Michael Jackson na capa do álbum Bad. E a cor de Sonic é azul por causa do logo da Sega.

Robotnik foi criado com base em um sketch de Theodore Roosevelt de pijamas.

O nome do Sonic vem de velocidade supersônica.

As fases de Sonic usam um estilo geométrico nas coisas, que dava um efeito muito bonito de tridimensionalidade (as palmeiras da Green Hill, por exemplo). Além disso, foram feitas num estilo que pode ser chamado de art-déco.

Rieko Kodama e Yuji Naka, membros importantes do Sonic Team, também estiveram envolvidos com Phantasy Star, por isso muitas das características que fizeram daquele um grande sucesso se repetem aqui. Como o fato de sempre ter alguma coisa se movimentando na tela. O próprio Sonic tem vários movimentos, como, por exemplo, ao quase cair de uma plataforma.

Para valorizar ainda mais a velocidade, a jogabilidade foi feita muito simples, com apenas os direcionais e um botão: pular. Para encorajar a velocidade, Sonic só morre se perder todos os anéis, e mesmo assim ainda os pode recuperar. Sendo assim, não é extremamente necessário ficar se preocupando com a morte. Assim a jogabilidade rápida pode ser melhor aproveitada.

E não só isso. Se utilizaram muito bem do fator rapidez de todas as maneiras no jogo. Um grande exemplo são os loopings por que Sonic passa. As molas que jogam Sonic pra trás. As rampas que o lançam pra cima. Tudo foi trabalhado com foco nisso.

E esse ponto do jogo foi ainda mais valorizado pelo respeito às leis da física que Sonic the Hedgehog tem. Sonic tem que tomar espaço e velocidade para passar por loopings.

As fases de Sonic são bem coloridas, porque o jogo precisava atrair pelas cores.

E o fato de Sonic não nadar e precisar de bolhas na fase aquática vem da crença de Yuji Naka, à época, de que porco-espinhos não sabem nadar.

Para a trilha do jogo, foi chamado um músico profissional, Masato Nakamura, membro da banda Dreams Come True. Que fez uma trilha realmente empolgante.

Sendo assim, o ouriço foi um dos poucos produtos feitos pra ser mainstream que realmente deram 100% certo. Gerou o que foi chamado Sonicmania nos EUA e até apareceu na Parada de Ação de Graças, como um boneco inflável gigante.

Grande parte do sucesso do azulzinho por lá se deu pela ação de Tom Kalinske, um gênio de marketing que, com uma campanha agressiva, tornou Sonic um ícone. Foi dele, por exemplo, a idéia de tornar Sonic o bundle do console, aquele jogo que vem junto com o videogame. Antes disso, Altered Beast era o bundle.

Por isso, feliz 20 anos, Sonic!

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: