jump to navigation

Review: Phantasy Star 4: The End of the Millenium 16 16America/Bahia setembro 16America/Bahia 2010

Posted by bluepasj in REVIEW.
Tags: , , , ,
trackback

Phantasy_Star_IV-title

Phantasy Star 4: The End of the Millenium é o melhor RPG para o Mega Drive, e um game fantástico em todos os aspectos. A Sega decidiu unir o máximo de pessoas envolvidas nos dois primeiro e bem-sucedidos games da franquia e esquecer o fracasso do 3; um time que incluía a legendária Rieko Kodama, a mãe da série e importante membro dos times de vários outros games importantes. Para potencializar o efeito da história no game, além das belíssimas composições sonoras, o cartucho incluía imagens em anime que contam a trama como se fosse um gibi nos momentos mais importantes. Não que, em devidos momentos, não haja o uso de animações dos sprites. Vamos ao review!

História:

phantasy-star-iv-4-_0021Aqui está o que, em minha opinião, é o mais importante num Role Playing Game. E a história de Phantasy Star 4 é o máximo, com uma mistura super bacana de tecnologia e medievalismo. Além do mais, a trama de Phantasy Star 4 é bem diferente da grande maioria das tramas de RPG da era 16-bits, o que dá um descanso das mesmas coisas de sempre. Além do mais, tem uma profundidade muito grande, dada pelo fato de que, diferentemente da mesma maioria de RPGs, PStar é uma série continuada. Ou seja, as histórias de todos os 4 games tem ligações entre si. Isso permite que o game seja muito profundo nesse aspecto. Mas essas conexões são feitas de uma maneira a ser um easter egg, ou seja, quem não tiver jogado o 1, o 2 e/ou o 3, não deixará de entender o 4. Além de tudo isso, a trama reserva boas emoções, surpresas, revelações e reviravoltas interessantes e inesperadas. E também tem bons personagens, que evoluem e se tornam melhores pessoas no decorrer do game.

Gráficos:

Phantasy_Star_4_GEN_ScreenShot2

Os melhores possíveis. Seguindo a tradição de desde o primeiro Phantasy Star, cada tela tem alguma coisa se movimentando nela, dando vida às paisagens. Além do mais, tem os desenhos que contam a história, tem o ótimo design dos personagens e dos lugares e a variedade permitida por se passar em diferentes planetas.

Sons:

Uma das primeiras melhores trilhas sonoras do Mega Drive em qualquer lista! Músicas calmas, músicas agitadas, todas fitando muito bem nas situações. Não há muito o que dizer de uma trilha perfeita. Os outros sons também estão ok.

Jogabilidade:

Sinceramente, RPG não é muito a minha praia, eu sempre acho muito difícil e encrencado. Mas, se comparar com outros, o ritmo de PS4 é bastante mais rápido e ritmado que outras produções do gênero em sua época. As macros ajudam bastante na hora das batalhas, e os sistemas são bem simples.phantasy-star-4_3 Infelizmente, como em quase todos os RPGs, o número de batalhas aleatórias é bastante extenso. Também tem outro problema que é a grande falta de explicações do que determinados itens e magias fazem. Simplesmente estão lá e o jogo não te dá nenhuma explanação de pra que servem! O manual de instruções apresenta as descrições, mas é muito incômodo ter que ir até ele, as descrições elas deviam estar no jogo.

Conclusão:

Um game imperdível para qualquer fã de Jogos de Interpretação de Personagem. Um dos melhores games do console. Uma grande experiência.

+ Fatos:

*Grande número de referências a outros games da série e até a outros games da Sega em geral.

*Lutas com os veículos.

*Tem como missões paralelas as missões do Hunters Guild.

*Várias raças diferentes convergem no universo do jogo, como acontecia em Star Wars.

*Foi o fim da saga de Algol.

Anúncios

Comentários»

1. genesis wordpress theme - 14 14America/Bahia janeiro 14America/Bahia 2014

Have you ever considered writing an e-book or guest
authoring on other websites? I have a blog centered on the same information you discuss and would love to have
you share some stories/information. I know my subscribers would appreciate
your work. If you’re even remotely interested, feel free
to shoot me an e mail.

Curtir

bluepasj - 6 06America/Bahia setembro 06America/Bahia 2016

I’m sorry, but I’ll have to decline. I don’t have such confidence in my writing skills to write in a big site that actually has a decent amount of visitors. And I’d probably write worse than the people that write in your site now. Also, I have a hard enough time thinking of what to write for this blog. But it was nice of you to ask.

And what is your site? I want to see it.

Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: